Sistema Educacional Espanhol

Visão Geral

O sistema educacional na Espanha remonta à Idade Média. Uma das universidades mais antigas e respeitáveis da Espanha, a Universidade de Salamanca, foi fundada em 1218 e atrai mais de 2.000 estudantes internacionais a cada ano. Hoje, o sistema educacional na Espanha é regulamentado pelo Ministério da Educação e evoluiu ao longo dos anos para refletir o modelo francês do século XIX.

O sistema universitário espanhol é composto por 84 universidades (50 públicas e 34 privadas), além de 480 institutos de pesquisa e 67 parques de ciência e tecnologia.

Além disso, são universidades de qualidade, bem posicionadas no ranking internacional por especialidade e internacionalizadas, uma vez que a Espanha é o destino favorito dos estudantes de intercâmbio do programa ERASMUS +.

  • 4 universidades espanholas estão entre as 10 melhores do mundo, segundo o ranking das disciplinas de Xangai (GRAS).
  • Outras 5 universidades entre as 20 melhores do mundo.
  •  No total, 20 universidades espanholas estão entre as 50 melhores do mundo em 24 disciplinas específicas pelo QS World University Ranking em matérias como Arquitetura, Economia, Filosofia, Odontologia, Veterinária
  • Grande oferta de programas de graduação e pós graduação tanto em Espanhol como em Inglês

O ano acadêmico espanhol
O calendário acadêmico nas universidades espanholas tende a ser semelhante em todo o país: o ano primeiro semestre começa em setembro e termina em janeiro e o segundo semestre começa em fevereiro e termina em junho. Os exames geralmente são realizados no final do primeiro semestre, em fevereiro, e no final do segundo semestre, em junho.

Títulos do Sistema Universitário

Como estados membros da Área Europeia de Ensino Superior (EHEA), todos os diplomas oficiais emitidos por universidades espanholas são reconhecidos para fins acadêmicos e profissionais em 53 países ao redor do mundo, 45 deles europeus, o chamado Sistema de Bolonha.

Os estudantes brasileiros que já fizeram graduação no Brasil não precisam revalidar seu diploma para prosseguir com os estudos de pós graduação.

A estrutura universitária é composta por três níveis

Bacharelado
Duração de 3 a 4 anos ou 180 a 240 créditos ECT

Mestrado
Duração de 1 a 2 anos ou 60 a 120 créditos ECT

Doutorado
Duração de 3 a 5 anos

Os títulos do sistema universitário são vinculados às cinco grandes áreas do conhecimento

  • Artes e Humanidades
  • Ciências
  • Ciências da Saúde
  • Ciências Sociais e Jurídicas
  • Engenharia e Arquitetura

Créditos

O sistema espanhol de ensino superior é regulamentado pela declaração de  Bolonha. O processo de Bolonha foi iniciado em 1999, quando os ministros da educação de 29 países europeus assinaram uma declaração na cidade italiana de Bolonha. O objetivo do processo foi criar padrões educacionais para graus acadêmicos e garantia de qualidade, a fim de facilitar a mudança dos estudantes de um país europeu para outro e melhorar a qualidade geral do ensino superior europeu. O sistema também incorporou aspectos do sistema de ensino superior americano e, assim, simplifica a comparação. O sistema de Bolonha usa o sistema europeu de transferência de créditos para medir a quantidade de créditos no ensino superior.

Os créditos (ou ECTS – European Credit Transfer System) expressam o volume de aprendizado com base nos resultados de aprendizado definidos e na carga de trabalho associada. Um ano letivo em período integral equivale a 60 créditos no ensino superior e um crédito corresponde a 25 a 30 horas de trabalho.
Na prática significa que estudando na Espanha, você pode transferir seus estudos em número de créditos para outro país europeu, ou fazer um intercâmbio durante seus estudos e retornar a Finlândia sem dificuldade de validação das disciplinas.