Sistema Educacional Finlandês

Visão Geral

O setor universitário é composto por 36 instituições universitárias, subdivididas em dois tipos

  • 13 universidades acadêmicas
  • 23 universidades de ciências aplicadas

O foco das Universidades Acadêmicas é a pesquisa, pois elas oferecem uma educação mais teórica. As Universidades de Ciências Aplicadas se concentram em habilidades práticas e raramente buscam pesquisas, mas se envolvem em projetos de desenvolvimento da indústria, tem fortes laços com a vida profissional e o desenvolvimento regional. No entanto, todas as universidades finlandesas pertencem ao estado, enquanto as escolas profissionais e politécnicas são governadas pelos municípios locais ou por entidades privadas.

Títulos do Sistema Universitário

Bacharelado
Os diplomas de bacharel das Universidades de Ciências Aplicadas somam de 210 a 270 créditos e a duração é de 3,5 a 4,5 anos, dependendo do programa de graduação. Os diplomas de Bacharelado das Universidades Acadêmicas somam 180 créditos e a duração é de 3 anos. Os diplomas de Bacharel em Universidades Acadêmicas geralmente oferecem continuidade ao mestrado.

Mestrado
Possuir um diploma de bacharel ou equivalente dá acesso à inscrição no programa de mestrado. No caso do mestrado das Universidades de Ciências Aplicadas, é necessário ainda possuir 3 anos de experiência profissional no campo, além do diploma de bacharel. Os mestrados em Universidades Acadêmicas somam 2 anos de estudo em tempo integral, no valor de 120 créditos. Os mestrados da Universidades de Ciências Aplicadas duram de 1 a 1,5 anos para serem concluídos e somam de 60 a 90 créditos.

Doutorado (Phd)
O ensino de nível de doutorado é oferecido pelas Universidades Acadêmicas. Você precisa de um mestrado para se qualificar para se inscrever em um programa de doutorado. Um doutorado geralmente dura cerca de 4 anos para ser concluído e consiste em 240 créditos.

 

Créditos

O sistema finlandês de ensino superior é regulamentado pela declaração de  Bolonha. O processo de Bolonha foi iniciado em 1999, quando os ministros da educação de 29 países europeus assinaram uma declaração na cidade italiana de Bolonha. O objetivo do processo foi criar padrões educacionais para graus acadêmicos e garantia de qualidade, a fim de facilitar a mudança dos estudantes de um país europeu para outro e melhorar a qualidade geral do ensino superior europeu. O sistema também incorporou aspectos do sistema de ensino superior americano e, assim, simplificou a comparação. O sistema de Bolonha usa o sistema europeu de transferência de créditos para medir a quantidade de créditos no ensino superior.

Os créditos (ou ECTS – European Credit Transfers System) expressam o volume de aprendizado com base nos resultados de aprendizado definidos e na carga de trabalho associada. Um ano letivo em período integral equivale a 60 créditos no ensino superior e um crédito corresponde a 25 a 30 horas de trabalho.
Na prática significa que estudando na Finlândia, você pode transferir seus estudos em número de créditos para outro país europeu, ou fazer um intercâmbio durante seus estudos e retornar a Finlândia sem dificuldade de validação das disciplinas.